O que é implantodontia? Tire aqui suas dúvidas!

 

Com certeza você já ouviu falar que colocar um implante é a melhor forma de substituir um dente perdido. Você também já deve saber que isso demanda uma cirurgia e nem todo mundo pode ser submetido a esse processo.

Mas, afinal, o que é implantodontia? Como é feito o implante? Por que a falta de dentes traz prejuízo à saúde? Vamos esclarecer essas e outras dúvidas aqui no post. Confira!

O que é implantodontia?

A implantodontia é a especialidade responsável pela colocação e manutenção de implantes — as estruturas metálicas que são inseridas no osso mandibular ou maxilar para dar suporte a uma coroa ou prótese dentária.

Dessa forma, a implantodontia tenta restaurar a capacidade de mastigação e a estética do indivíduo, sendo indicada a qualquer pessoa que perdeu um ou mais dentes, e que tenha uma boa saúde.

Como funcionam os implantes dentários?

Os implantes são feitos de titânio, que quando inseridos no osso passam por um processo chamado osseointegração, no qual o tecido ósseo incorpora esse pino e o implante passa a ser parte da maxila ou da mandíbula, podendo ser submetido ao esforço mastigatório sem qualquer preocupação.

Quais tipos de implantes existem?

Os implantes mais comuns são:

  • Implante unitário: é o mais simples, com a colocação do implante no osso, e posicionamento de uma única prótese dentária após o período de cicatrização e osseointegração;
  • Prótese protocolo: prótese total (substitui todos os dentes de uma arcada dentária) que se apoia sobre 4 a 8 implantes e só pode ser removida pelo dentista;
  • Prótese overdenture: prótese total que se encaixa sobre 2 a 6 implantes e pode ser removida pelo paciente, para a higienização.

Por que a falta de dentes pode me prejudicar?

A falta de um único dente já é suficiente para permitir o deslocamento dos outros dentes da arcada e prejudicar toda a sua mordida, dificultando a escovação e a mastigação. Além disso, o prejuízo estético costuma ser grande, reduzindo sua autoestima e atrapalhando suas relações pessoais e profissionais.

Quais as contraindicações para a colocação do implante?

As principais contraindicações são:

  • presença de doenças bucais que comprometem a saúde da gengiva e da estrutura óssea local, como gengivites moderadas ou graves e perda óssea;
  • presença de doenças sistêmicas que impedem a realização de uma cirurgia;
  • possibilidade de crescimento da arcada dentária no futuro, como é o caso de crianças e adolescentes.

Sou fumante: posso colocar implante?

O cigarro não chega a ser uma contraindicação à colocação do implante, mas é importante que o fumante entenda que esse hábito prejudica o processo de cicatrização e osseointegração, o que pode levar à falha do implante.

Nesse caso, o ideal seria que você abandonasse o cigarro, pelo menos durante a realização do tratamento, para aumentar a chance de sucesso.

Há risco de complicações durante a cirurgia de implante?

Os riscos são os mesmos a qualquer procedimento cirúrgico — como sangramentos, infecções e reações alérgicas à anestesia — mas são eventos raros. A cirurgia de implante é considerada um procedimento simples, semelhante à extração de um dente.

Entendeu o que é implantodontia? Está interessado em colocar um implante? Entre em contato com a nossa equipe e agende uma avaliação!