Entenda quais são as possíveis causas do mau hálito

Já imaginou ser evitado no ambiente de trabalho ou até mesmo ter relacionamentos rompidos devido ao mau hálito? Pois essa é a realidade de algumas pessoas, e para que essa situação seja resolvida é muito importante que você conheça as causas desse problema tão desagradável.Se você sofre com o mau hálito ou conhece alguém que tem que lidar com essa questão, continue a leitura deste texto e descubra por que esse problema acontece e como resolvê-lo.

Quais as causas do mau hálito?

O mau hálito, ou halitose, pode ser causado por várias questões. Embora o estômago seja muitas vezes visto como o principal “vilão”, existem apenas duas condições específicas que podem causar a halitose: diverticulose esofágica e refluxo gastroesofágico. E, ainda assim, nessas situações o mau hálito é momentâneo.

Isso significa que as principais causas estão relacionadas à falta de higiene bucal e às condições como a baixa quantidade de saliva e a descamação da boca e gengiva. Veja as principais causas do mau hálito:

1. Inflamações bucais, gengivite e placa bacteriana

A falta de higiene adequada pode levar à inflamações na boca, que atingem dentes e gengiva. O mau cheiro, nesse caso, é causado devido ao acúmulo de bactérias que se alimentam dos restos de alimento e acabam liberando gases.

O excesso de placa bacteriana, é responsável pelo mau hálito.

2. Saburra Lingual

Essa é uma causa bastante comum do mau hálito. A saburra também tem origem na presença de uma espécie de placa bacteriana que pode ser amarelada ou esbranquiçada e aparece sobre a língua, principalmente na parte posterior.

As fontes mais frequentes desse problema são: a falta de escovação da língua, a diminuição da produção de saliva e a descamação epitelial excessiva (quando minúsculos pedaços de pele se desprendem das bochechas e lábios).

3. Cáseos Amigdalianos

Embora essa causa do mau hálito esteja relacionada às vias áreas superiores, região da garganta, ela tem uma formação semelhante à da saburra lingual.

A placa bacteriana e a descamação epitelial, em vez de se acumularem na língua, passam a ficar presas nas amígdalas, formando uma espécie de “massinha” que são os cáseos. Eles podem ser expelidos ao tossir, espirrar ou falar, mas às vezes ficam presos, gerando um odor muito desagradável.

4. Diminuição da saliva

 Quando não existe salivação adequada, a mucosa bucal fica bastante ressecada, o que favorece a descamação epitelial e o surgimento dos problemas descritos.

A boca seca pode ser causada por uma infinidade de questões que envolvem o hábito de respirar pela boca, obstruções nasais, estresse excessivo e até mesmo o uso de medicamentos, como antidepressivos ansiolíticos ou remédios para emagrecer. Em alguns casos, a boca ressecada também pode ser consequência de doenças autoimunes.

5. Causas sistêmicas

Mas, se o seu problema de mau hálito não é causado por nada referente à sua saúde bucal, então há a possibilidade de a questão ser sistêmica ou metabólica, como resultado de jejum prolongado, alterações hepáticas, renais, intestinais ou hipoglicemia.

Nessas situações, é importante buscar ajuda médica já que o mau hálito pode ser sintoma de problemas mais graves.

Como tratar o mau hálito?

A solução do problema depende das causas do mau hálito. Mas, existem algumas medidas que ajudam a combater o desconforto, principalmente se a sua halitose for causada por questões bucais. Alguns exemplos são:

  • Escovar os dentes com regularidade, lembrando sempre do fio dental;
  • Escovar também a língua;
  • Deixar de mordiscar os lábios e as bochechas;
  • Evitar o uso de enxaguante bucal com álcool;
  • Não respirar pela boca;
  • Visitar seu dentista com frequência.

É isso. Gostou de saber as causas do mau hálito? Se você ainda tem dúvidas sobre esse assunto, deixe um comentário para a gente!