5 cuidados que os pais devem ter com os dentes dos bebês

Você sabia que os cuidados com a saúde bucal devem começar muito antes de aparecerem os primeiros dentes dos bebês? Já na gravidez, as mães podem tomar algumas precauções, como por exemplo, evitar o uso do antibiótico tetraciclina, causador de manchas nos dentes das crianças. Além disso, é importante limpar as gengivas do bebê com uma fralda ou gaze umedecida com água filtrada.

 A consulta com um odontopediatra é fundamental para esclarecer suas dúvidas e evitar hábitos que possam colocar em risco o sorriso do seu filho.

Quer saber mais sobre esse tema? Então, confira as 5 dicas importantes que separamos!

1. Dê atenção à higiene desde o nascimento dos primeiros dentes do bebê

Assim que o primeiro dentinho aparecer é necessário redobrar a atenção com a higiene bucal. Os primeiros a nascer são os incisivos (os dentes da frente), depois nascem os caninos e os molares (os dentes do fundo).  No início, para o bebê se acostumar, você pode usar a dedeira de silicone para limpar os dentes e genigivas. Após essa adaptação, você já pode usar a escova.

O recomendado é usar uma escova compatível com a idade da criança, que tenha cerdas macias e cabeça pequena, capaz de alcançar todas as partes da boca.

2. Escolha com cuidado o creme dental

O indicado, de maneira geral, é o uso do creme dental convencional com flúor a partir do nascimento dos primeiros molares de leite.

A quantidade, para as crianças que ainda não sabem cuspir, deve ser menor que um grão de arroz cru. Mas quando a criança aprender a cuspir, poderá ser usada a quantidade indicada na embalagem.

Mas, atenção, sempre converse com o odontopediatra do seu filho para definir o creme dental mais indicado para ele, já que no mercado é possível encontrar marcas que, em vez de flúor, usam produtos com ação anti-inflamatória, antimicrobiana, entre outros.

3. Evite a cárie de mamadeira

Você sabia que mesmo os dentes de leite podem apresentar cáries? A cárie de mamadeira é um tipo agudo e agressivo, que pode causar dor e levar à destruição total do dente de leite.

Em geral, ela acomete crianças com até 1 ano. No começo, é possível notar manchas esbranquiçadas que aparecem principalmente nos dentes da frente. Depois, se não tratar, surgem as cavidades no esmalte.

Existem alguns fatores que podem agravar essa condição, como o hábito de adoçar a chupeta, ou ainda o consumo em excesso de sucos ácidos e refrigerantes na mamadeira.

Além disso, para evitar esse tipo de cárie, também não ofereça leite durante a madrugada, principalmente se estiver adoçado ou com achocolatado. E não se esqueça de sempre realizar a higiene bucal após cada mamada (na mamadeira ou no peito).

Quando não tratada, a cárie de mamadeira pode levar à perda precoce dos dentes de leite, causando problemas graves na dentição permanente.

4. Não abuse da chupeta

O recomendado é que as chupetas sejam utilizadas somente até o bebê adormecer ou se acalmar e retiradas definitivamente entre os 2 e 3 anos de idade.

Isso porque o uso excessivo pode levar a problemas de crescimento ósseo e/ou dentário, como, mordida aberta anterior (a parte de cima não se encaixa com a parte debaixo), dentes projetados para frente e até problemas na fala e na deglutição.

5. Dê atenção redobrada aos traumatismos

Quando a criança começar a andar, se preocupe com os traumatismos dentários. Se o seu bebê bater a boca em algum lugar, observe se o dente está fraturado, se foi empurrado para a gengiva (intrusão), ou se saiu completamente (extrusão).

Em seguida, oriente a criança a morder uma gaze, aplique gelo caso haja sangramento e busque o auxílio de um dentista imediatamente, para que o profissional possa avaliar o caso.

Gostou das nossas dicas para cuidar dos dentes dos bebês? Curta a nossa página no Facebook e leia sempre os conteúdos!